Artigo: Como usar o h-index em grupos diferentes

AutoresRoberto Da Silva, Fahad Kalil, Jose Palazzo Moreira De Oliveira, Alexandre Souto Martinez
 
Physica A: Statistical Mechanics and its Applications, Volume 391, Edição 5, Páginas 2119-2128, Editora North-Holland  Artigo

 

Abstract

Many discussions have enlarged the literature in Bibliometrics since the Hirsch proposal, the so called h-index. Ranking papers according to their citations, this index quantifies a researcher only by its greatest possible number of papers that are cited at least h times. A closed formula for h-index distribution that can be applied for distinct databases is not yet known. In fact, to obtain such distribution, the knowledge of citation distribution of the authors and its specificities are required. Instead of dealing with researchers randomly chosen, here we address different groups based on distinct databases. The first group is composed of physicists and biologists, with data extracted from Institute of Scientific Information (ISI). The second group is composed of computer scientists, in which data were extracted from Google-Scholar system. In this paper, we obtain a general formula for the h-index probability …
 
 

Citações, h-index e fraude

Sempre lutei contra a utilização de um simples índice quantitativo para avaliar coisas sérias como a qualidade de um trabalho científico, de um programa de pós-graduação ou de um pesquisador. Certamente as citações são indicadores importantes, o mesmo vale para índices quantitativos como o famoso h-index e suas variações. Certamente a falta de compromisso em realizar uma avaliação real da qualidade de um trabalho, isto é: assumir a responsabilidade de julgar, leva a supervalorização destes índices. A situação chegou a tal ponto que, acreditem, foi criada uma rede criminosa de compra de citações. Leiam a mensagem que acabo de receber!

h-index e fraude