Artigos, teses e dissertações: o que é mais consultado?

Eu sempre achava que teses e dissertações só seriam lidas pela banca e por uns poucos pesquisadores relacionados com o projeto. Há um ano, mais ou menos, resolvi dar uma olhada nos acessos às teses de meus ex-orientandos no sistema da UFRGS e tive um grande surpresa! Olhem os gráficos a seguir:

O primeiro histograma é uma dissertação de mestrado, o segundo e terceiro são teses de doutorado, mesmo a mais recente já tem um número expressivo de acessos.

Conclusão: Muito cuidado e esforço para redigir uma boa tese ou dissertação!

As pessoas já entenderam que a bibliografia naïf que conta o número de artigos e não a qualidade intrínseca do trabalho não estimula a leitura de artigos bem fatiados, preferem buscar a qualidade do trabalho. Um texto completo de uma tese ou dissertação é muito melhor, tem qualidade intrínseca baseada na apresentação completa do trabalho de pesquisa. Eu gostaria que um aluno meu de doutorado publicasse UM artigo de alta qualidade e não uns 5 ou seis com QUALIS do índice restrito, mas cada um apresentando uma pequena faceta do seu trabalho.