Prepare-se para uma entrevista de seleção para a pós-graduação

Um dos pontos importantes para um candidato a uma bolsa no exterior é a entrevista. Nesta entrevista o candidato é avaliado por pessoas experientes, tanto na área técnica quanto na percepção das características necessárias para um bom desempenho no exterior. Minha principal dica é: seja espontâneo mas se prepare bem antes.


Vencer na Universidade é uma tarefa difícil, leia este guia para orientar sua carreira


  • Caso os avaliadores forem experientes não adianta “decorar” as respostas certas. Qualquer pessoa que já tenha entrevistado dezenas de candidatos consegue identificar imediatamente as respostas “bem-comportadas”. É claro que é importante saber o que não deve ser dito. O mais importante é entender quais as motivações de quem oferece a bolsa e não se candidatar se você não se enquadra nestes objetivos. É melhor não sair do que ter uma grande chance de fracassar. A melhor preparação para a entrevista é, realmente, estar preparado para partir para “aquele curso” tão desejado.

  • Quem oferece uma bolsa espera algo em retorno! Nada é gratuito no mundo. Se for uma agência de fomento brasileira o objetivo é a formação de recursos humanos de alta qualidade para o desenvolvimento nacional. Se for uma agencia estrangeira o interesse será o estabelecimento de boas relações culturais ou comerciais, além da formação de alto nível. Se for uma empresa, certamente estarão esperando bons negócios mais adiante. Identifique claramente os objetivos de seu futuro financiador e verifique se você está de acordo e se acredita neles. Há possibilidades para todos os gostos, o que é necessário e encontrar aquelas propostas que melhor se adaptam ao seu perfil.

  • Para onde você quer ir? Decida as alternativas e estude bem as características do país e das universidades pretendidas. Nada pior em uma entrevista do que demonstrar desconhecimento em relação as universidades, ou centros de pesquisa ou industriais, pretendidos e ao sistema educacional do país. Na seção relativa as estruturas educacionais dos países tenho uma breve descrição e apontadores para fontes de informação, estude bem este material! Utilize os mecanismos de busca na rede; repetindo: use o tutorial sobre buscas na Web para auxiliar sua pesquisa. Na entrevista mostre que você sabe para onde vai e quais são as condições de recepção.

  • Por que você quer estudar no exterior? Por favor, não use aquelas respostas horríveis como “Para meu crescimento profissional e para o bem da pátria!”, vocês não imaginam como há pessoas que escrevem isto, ou próximo disto, nos formulários de inscrição ao mestrado. Outra: “Estaria muito honrado em realizar estudos nesta universidade devido ao seu renome”. Procure, com base nos itens anteriores, dar uma resposta objetiva e clara. Algumas sugestões de formas para abordar a questão são:

    • Minha área de interesse é ….. e entre os grupos que tratam deste assunto (citar) o grupo do Prof. Pardal complementa os cursos que já realizei”;

    • “Meu grupo de pesquisa no Brasil mantém intercâmbio com a equipe do Prof. Pardal (explicitar os trabalhos, missões) e estarei dando continuidade a minha pesquisa”;

    • “Além dos pontos já salientados tenho uma boa formação em {Inglês, Francês, Alemão …}, já realizei estágio no grupo e sei que poderei me adaptar bem e realizar o trabalho pretendido. Espero, no futuro, manter este relacionamento com atividades de cooperação”.

  • Para os cursos vocacionais, como especializações, MBA – Master of Business Administration (atenção apesar do nome não são mestrados), ou estágios profissionais, procure deixar bem claro como estão inseridos em seu plano de carreira. Siga as sugestões anteriores mas com ênfase nos aspectos mais práticos do trabalho em empresas.


 Não se esqueça que para o sucesso há 10% de inspiração e 90% de esforço, trate de aprender redação acadêmica