Por uma reforma universitária

 

 


Minha posição tem sido a de que as Universidades brasileiras estão demasiadamente inflacionadas com cargos em comissões, com inúmeras comissões, com cursos infindáveis (acho que só a Engenharia deve ter umas 14 engenharias). Os CC geram toda uma politicagem nas Universidades com apoios a chapas que garantam posições remuneradas na administração. Isto é o mesmo que acontece com a absurda proliferação com os CC nos diferentes níveis de governo. O interesse não é mais a qualidade, mas sim as posições. Precisamos de uma estrutura enxuta, os professores devem se dedicar ao ensino e à pesquisa e a Universidade deve ser administrada por TA profissionais. Somente os cargos superiores devem ser trocados, isto acontece nas boas Universidades de qualidade mundial. Mais departamentos, mais pós-graduações somente geram mais cargos gratificados, mais secretarias, mais reuniões administrativas, mais coletas de dados CAPES tirando tempo das atividades fim da Universidade: Ensino, pesquisa e extensão. Esta é a minha clara posição sobre o que entendo como qualidade. Precisamos de uma urgente reforma universitária.