Doutorado em Computação (Stanford II – Os cursos)

Um estudante deve planejar e concluir com êxito um programa coerente de estudo abrangendo as áreas básicas de Ciência da Computação e áreas afins. O orientador do aluno é o responsável pela adequação do programa, aqui fica evidenciada a necessidade da definição clara da participação em um grupo de pesquisa e a escolha consistente do orientador. Existem dois requisitos principais relacionados com os cursos: (i) cada aluno deve completar 135 unidades curriculares (não incluindo ai o atletismo e aulas de arte). Os alunos devem seguir de 9 a 10 unidades por trimestre; (ii) os alunos devem seguir cursos de pelo menos quatro membros diferentes do corpo docente. Não há cursos exigidos pelo Departamento de Ciência da Computação, com exceção dos seminários CS300 e CS499 (Advanced Reading & Research) ou equivalente.

Requisitos de abrangência

O propósito deste requisito em abrangência é garantir que cada pós-graduado tenha conhecimento adequado das áreas centrais da Ciência da Computação. Os requisitos de abrangência são divididos em três áreas: (i) fundamentos matemáticos e teóricos, (ii) sistemas de computçãor e (iii) inteligência artificial e aplicações. Cada aluno precisa ser aprovado em duas subáreas dentro de cada uma das três grandes áreas.

Os cursos em abrangência são:

   Area A: Mathematical and Theoretical Foundations

  1. Analysis of Algorithms
  2. Automata and Formal Languages
  3. Numerical Analysis and Convex Optimization
  4. Logic    

   Area B: Computer Systems

  1. Computer Architecture
  2. Compilers
  3. Networks
  4. Programming Languages
  5. Software Systems

   Area C: Artificial Intelligence and Applications

  1. Artificial Intelligence
  2. Computational Biology
  3. Computer Network and Security
  4. Databases
  5. Graphics
  6. Human Computer Interfaces

 


Comentário: É evidente que um doutor em computação precisa ter uma visão global da CC. Uma redução dos créditos implica em que um aluno de doutorado pode ser titulado tendo seguido apenas as disciplinas de seu grupo. O critério de seguir disciplinas de pelo menos quatro membros diferentes do corpo docente obriga uma maior abertura de visão. A necessidade de seguir disciplinas das três grandes áreas dá a visão global. Este modelo vem ao encontro do que tenho defendido seguidamente: não é possível permitir que alguém ganhe um título de doutor em computação sem que tenha uma visão global e heterogênea (diversos professores de diferentes grupos) da computação. A obcessão brasileira por um produtivismo (no sentido que um doutorado precisa ser concuído em quatro anos ou menos) vai contra a qualidade da formação. Como vamos entrar no grupo restrito das melhores universidades do mundo com estas limitações?


Posts da série: